Galaga (Arcade)

Galaga dispensa comentários. É tão simples quanto um jogo pode ser e ainda assim é extremamente viciante. Sucesso no arcades, é o típico “jogo de navinha” que desafia o jogador a ir cada vez mais longe. Simples – e clichê – também é a história: os alienígenas estão invadindo a terra e o único modo de detê-los é com seu canhão laser.

De fato, não há mais o que fazer além de eliminar todos os inimigos da tela estática, o mesmo objetivo do pioneiro dos shooters – Space Invaders, de 1978, para Atari. Galaga, porém, apresentou algumas evoluções. Os gráficos e os efeitos sonoros ficaram obviamente melhores, mas a principal mudança estava nos inimigos. Em vez de iniciarem o jogo já em suas posições, as naves adversárias entravam fazendo manobras e assumiam a formação. A partir de então, saiam de sua formação original e voavam em direção à nave do jogador, enquanto em Space Invaders o exército de aliens se movia de um lado para o outro e gradativamente se aproximavam do fundo da tela enquanto atiravam.

A dificuldade também aumentou, já que os tiros não viajavam sempre em uma linha reta, não havia barreiras e as próprias naves inimigas poderiam tirar uma vida se batessem contra a do jogador. Havia inimigos que até sugavam a nave do jogador e davam a oportunidade de recuperá-la posteriormente, aumentando o poder de fogo.

Galaga faz parte do grupo de clássicos que inspirou os shooters modernos, nos quais há progressão da tela e as naves ou aviões podem se movimentar livremente e quase não há espaço para se mover devido à quantidade absurda de inimigos e projéteis. Já no Atari, um ano depois com River Raid, o esquema de progressão de tela passou a ser usado, embora os estilos dos jogos fossem ligeiramente diferentes. De qualquer modo, não foi Galaga que inaugurou o gênero, foi o título da Namco que introduziu alguns dos principais aspectos desse tipo de jogo. E nada melhor do que jogar os clássicos para relembrá-los.

O primeiro Galaga foi o único que fez sucesso. O game original foi lançado para consoles como o  Atari e o NES e sobreviveu em coleções em edições para o Gameboy Color, outras plataformas menos conhecidas e atualmente pode pode ser baixado na Xbox Live. A Namco ainda lançou sequências do título que na realidade nunca emplacaram. Felizmente, o Baú do Videogame traz uma versão online para relembrar o clássico. Clique aqui para jogar!

Ficha técnica – Galaga
Plataforma: Arcade
Produtora: Namco
Gênero: Ação/shooter
Ano: 1981

Uma resposta

  1. como faço para abaixar esse jogo para o meu pc

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: